Hipnose na Medicina

A hipnose na medicina: veja agora como essa técnica pode salvar vidas
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Hipnose na Medicina 

 

Que a hipnose é uma prática que cresce cada dia mais em confiabilidade e resultados efetivos é perceptível, não é mesmo? Mas, você sabia que ela é reconhecida como precioso tratamento médico pelo Conselho Federal de Medicina?

Hoje, a hipnose é utilizada como terapia séria realizada em clínicas médicas de todas as áreas, possui metodologia científica própria e é uma ótima alternativa para o fim dos remédios.

Continue lendo este artigo e saiba mais como os médicos utilizam essa técnica como apoio eficiente em seus atendimentos.

 

Como a hipnose é utilizada na medicina?

Na medicina, muitas pessoas acham que a hipnose é utilizada APENAS na área da psiquiatria, que é a área que trata da nossa mente, o que é um mito.

Essa técnica é amplamente empregada em muitas outras áreas de atuação da medicina como terapia auxiliar, tanto na fase do diagnóstico como na fase do tratamento realmente. E sim, ela pode ser um recurso terapêutico em QUALQUER domínio médico.

 

Como ela pode ser aplicada em outras áreas?

Na psiquiatria, a hipnose é realizada em tratamentos atrelados à nossa mente, como os realizados na psicoterapia para doenças psicossomáticas, depressão ou ansiedade. Porém, a hipnose pode atuar de forma subsidiária:

  • Em procedimentos cirúrgicos, como método para induzir anestesia ou aliviar a dor
  • Na mudança de hábitos perigosos à saúde, por exemplo, auxilia no controle da obesidade e diminuição do peso
  • No alívio de dores do parto e sintomas típicos da gestação, como os enjoos
  • No alívio de dores crônicas, como as terríveis dores da Fibromialgia
  • Para achar qual é a raiz do problema de alguma doença física
  • Entre outros.

 

Quais pessoas são submetidas à hipnose médica?

 

A hipnose pode ser aplicada em pessoas de todas as idades, tamanhos, etnias e crenças.

Não há distinção de pacientes, o que acontece é o quão suscetível e aberto a pessoa é à hipnose, o que influencia diretamente no nível de transe hipnótico e nas transformações que o médico hipnoterapeuta pode atuar.

Durante muito tempo, a hipnose foi um estigma para pacientes, médicos ou pessoas comuns, então, cabe ao médico, quando decidir realizar um tratamento com este tipo de método, desmistificar a técnica para ter sucesso em todo o seu processo.

 

Qual médico pode realizar a hipnose?

Qualquer médico que tenha feito um curso e se especializado na área. Para lidar com este tipo de técnica, é necessário um estudo diferencial focado na hipnose para o tratamento de patologias.

Como a hipnoterapia é recomendada e reconhecida em todo território brasileiro pelo Conselho Federal de Medicina, sua prática deve ser exercida por profissionais devidamentes qualificados e sob rigorosos critérios éticos.

Atualmente, várias faculdades de medicina oferecem a hipnose durante a graduação e a pós-graduação como disciplina teórica, o que já é um grande avanço para desmistificação da técnica. Porém, é necessário que o médico hipnoterapeuta possua prática para lidar com algo tão sério, a saúde mental de seus pacientes.

___________________________________________________________________

E, então, você é médico e deseja trabalhar com hipnose para deixar seus atendimentos e cirurgias mais eficientes? Conheça o treinamento HIPNOTIME30

Ton Lucas

Ton Lucas

Psicólogo e hipnoterapeuta desde 2013, fundador do canal HIPNOTIME no Youtube. Ministra cursos, palestras e workshops na área.
Para conhecer mais sobre o autor, acesse:

Cadastre seu e-mail e faça parte da nossa Lista VIP para receber conteúdos e dicas.

 

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Gostou do artigo?
Conte pra nós o que você achou e deixe suas sugestões para os próximos nos comentários!